Visa doará um centavo em seu nome sempre que você utilizar seu cartão

De tão bom, até parece notícia falsa, mas não é. A Visa do Brasil lançou o programa Causas Visa, iniciativa que pretende estimular o público brasileiro a se engajar em causas que podem contribuir para a transformação do Brasil. De acordo com o projeto, a empresa de soluções de pagamento doará um centavo para uma causa ou instituição escolhida por seus consumidores a cada transação realizada. Com duração inicial prevista de 12 meses, o programa tem potencial de gerar R$ 60 milhões em doações dependendo da adesão dos clientes – de acordo com dados do Banco Central, foram feitas seis bilhões de transações com cartões Visa em 2016.

A mecânica é simples: basta acessar o site do programa CAUSAS VISA, informar o número do cartão Visa e escolher a causa ou a instituição para a qual deseja que a Visa faça a doação. A partir daí, em qualquer pagamento realizado com esse cartão cadastrado, a Visa irá doar um centavo para a instituição ou para a causa que o portador escolheu.

Você estará doando, mas quem paga é a VISA.
Não deixe de participar! Acesse:

http://www.visa.com.br/causas

A Casa do Grande Coração

A Casa do Grande Coração é uma instituição filantrópica de Belo Horizonte, sem cunho religioso e político, voltada para o meio do desenvolvimento sustentável, em todas as formas e classes, que envolvam o ser humano.

A instituição foi fundada pela Dona Vanilda, uma verdadeira  heroína moderna, que se dedica a ajudar outras pessoas com um amor impressionante. Luciano Huck, ao apresentar Dona Vanilda a considerou uma das 10 pessoas mais inspiradoras que ele conheceu em 15 anos do programa Luciano Huck.

A instituição contínua seu trabalho árduo e precisa de ajuda para se manter. Se puder, conheça o trabalho da Instituição e ajude.

Setembro Amarelo – Mês da prevenção do suicídio

Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio, com o objetivo direto de alertar a população a respeito da realidade do suicídio no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção.

O tema ainda é tabu na sociedade brasileira, porém falar é preciso. O Centro de Valorização da Vida (CVV) publicou a cartilha Falando abertamente sobre o suicídio, que desmistifica parte do assunto.

Em Belo Horizonte, a Alô Vida – uma das instituições participantes do QuererBem.org – faz um trabalho belíssimo de escutar pessoas que precisam desabafar.

Através do diálogo, aceitação incondicional e doação de calor humano, as pessoas são escutadas com total sigilo e privacidade.

Conheça mais o trabalho da Alô Vida e apoie a iniciativa. A instituição está precisando de voluntários e de doações para manutenção da infraestrutura.

Entender mais sobre a fila de adoção do Brasil me deixou muito surpreso!

Adotar é para mim um dos atos mais nobres que um ser humano pode realizar e o tamanho da fila de espera para adoção no Brasil demonstra que muita gente também pensa assim.

Eu gostaria de entender mais sobre o assunto e busquei dados oficiais, então descobri que o CNJ divulga um Relatório Estatístico do Cadastro Nacional de Adoção, que apresenta algo surpreendente:

Existem 8 pretendentes para cada criança à espera de adoção. São 38.000 pretendentes para 4.750 crianças disponíveis pra adoção.

Assim que vi os números (julho de 2017), pensei na agonia das crianças que aguardam pela adoção e, mesmo com tantos pretendentes, ainda aguardam. Resolvi então entender melhor os números e levei um soco na cara.

Os pretendentes são tão “exigentes” que 87,62% das crianças são opções de adoção para apenas 2,87% dos pretendentes.

É evidente que o número de crianças aguardando adoção só diminuirá com pretendentes mais abertos. Essa análise foi baseada apenas no filtro dos pretendentes por idade das crianças, porém a situação piora se considerarmos outros fatores como raça, sexo, saúde da criança e a existência de irmãos.

Se você gostou, compartilhe esse texto.

[cta id=”68″ align=”none”]